terça-feira, 18 de abril de 2017


Quando as pessoas deixarem de praticar as pequenas corrupções do dia a dia, deixando de lado o jeitinho de levar vantagem em tudo, estarão apresentando a seus filhos os verdadeiros valores da vida através do exemplo.
Assim, estarão educando crianças para se tornarem pessoas honestas na vida e na política, que não se deixarão corromper pelo dinheiro e que usarão o poder para servir, e não para serem servidos.


Quando as provas se repetem é porque ainda não assimilamos todo o aprendizado necessário para passar para mais uma etapa da vida. 
A resistência, mágoa e falta de compreensão de certas situações vivenciadas nos faz reviver momentos que imaginamos esquecidos. e enterrados, mas que ainda estão bem registrados em nosso perispírito e que trazemos conosco de muitos séculos. 
A luta e angústia é imensa e mesmo quando acreditamos estar desamparados nossos amigos espirituais estão ao nosso lado, nos apoiando e nos abraçando amorosamente para que possamos passar por aqueles momentos tão necessários ao nosso crescimento espiritual, que nos ensinará que sempre é tempo de amar.


Em quais momentos me sinto melhor e com os pensamentos mais equilibrados?
Quando deixo de sentir pena de mim mesma. 
Quando ergo os olhos do chão, movimentando-o para a frente e para o Alto.
Quando inclino minha cabeça em todas as direções e observo o mundo a minha volta, admitindo para mim mesma, que o mundo não gira ao meu redor e sim, eu que me movimento ao redor do mundo...
Quando lembro que meus problemas são pequeninos diante de problemas piores que o meu. 
Quando eu entendo que preciso me amar para doar amor ao próximo, porém se nenhum esforço fizer, nunca aprenderei a amar...
Quando finalmente admito que não sou uma rocha, mas sou bem parecida com as águas do oceano: oscilantes e fortes ao mesmo tempo, ciente que sou apenas uma gotícula na imensidão que é o mundo. 
Quando assumo que também preciso de colo, mas admito que se eu der o meu colo, nossos abraços se entrelaçarão, formando um forte laço que será permanente, se tornando difícil de romper. 
E assim a gente percebe que virá o dia seguinte e o outro e outro, para nos ensinar que o mundo se reflete em nós, a medida que olhamos para nós mesmos através do espelho de nossos sentimentos e de nosso coração.

Rita Ramos Cordeiro 

As pessoas querem um Brasil perfeito, lindo e sem problemas, mas ainda não entenderam que fomos nós mesmos que tornamos nosso país no que ele é hoje. 
Deixando a violência, corrupção e políticos um pouquinho de lado, precisamos nos perguntar: O que nós estamos fazendo para tornar o Brasil um país de nossos sonhos?
Quanto que nos importamos com nosso semelhante e arregaçamos as mangas para tornar um pouquinho mais confortável a vida das pessoas que passam por privações e que muitas vezes temos condições de ajudar?
O que fazemos pelo nosso semelhante, ontem e hoje?
Concentrados que estamos em nós mesmos e instalados em nossa zona de conforto, cada dia estamos mais distantes do país que idealizamos, e assim fica mais fácil culpar outros pelo mundo em que vivemos, quando nós mesmos temos condições de fazer um mundo melhor. 
Infelizmente é mais fácil ver o defeito do vizinho do que tirar a trave em nossos próprios olhos!

Rita Ramos Cordeiro 


Pergunta 932 do Livro dos Espíritos - Por que, no mundo, tão amiúde a influência dos maus sobrepuja a dos bons?”
R: “Por fraqueza destes. Os maus são intrigantes e audaciosos, os bons são tímidos. Quando estes o quiserem, preponderarão.”
******************
Acreditar que nada foge ao desígnios divinos e que precisamos acalmar nossos corações, deixando que o tempo mostre a verdade, não significa deixar de lutar.
Ser bom, compreensivo, calmo e sensato não significa ser passivo e omisso.
Precisamos lutar pelos nossos ideais mas com discernimento. 
Mas tem uma grande diferença entre lutar conscientes do que precisamos fazer e lutar com ódio. O ódio gera muitas distorções e complicações futuras. A raiva, a revolta, a decepção faz com que nossos pensamentos sintonizem vibrações negativas que podem ser prejudiciais a nós e a todos a nossa volta. 
É necessário ter um equilíbrio até mesmo para saber lutar, sem raiva e ódio no coração, apenas com o sentimento de desejar colaborar com o bem. 
A omissão é um grande erro e já dizia Divaldo Franco: "Não confundam falta de energia com bondade"

Rita Ramos Cordeiro 


Estamos vivendo um momento de extrema violência no país e no mundo, que chegamos até a pensar que a violência é maior do que antigamente. Será? Talvez não!
Não é o mundo de antigamente que era menos violento, mas sim as informações sobre as desgraças que demoraram muito mais para chegar e mesmo assim não chegavam para toda a sociedade. 
As pessoas não tinham as informações que nos chegam rapidamente hoje através da Internet e redes sociais e com isso achavam que viviam no paraíso! 
Mas aí está a história para nos mostrar que nossos antepassados viveram tempos muito mais difíceis que o nosso. 
Quem já ouviu falar da época da Inquisição, que em nome de Deus, foram mortos milhões de pessoas, um verdadeiro genocídio e que durou vários séculos?
A colonização das Américas e mais um genocídio da época. 
Não muito distante está a época da escravidão e o Nazismo que aconteceu na Alemanha. E a 1ª e 2ª guerra mundial?
E muitos outros tristes e violentos episódios que hoje temos apenas a história para contar. 
Então, penso que apesar de tudo, ainda hoje vivemos num mundo muito melhor que de nossos antepassados e que como lei natural da vida, tende a evoluir para um mundo mais civilizado que deixaremos para nossos filhos e netos!!

Rita Ramos Cordeiro 


Se desfaça dos nós que te mobilizam e atrasam sua caminhada.
Crie laços, feche portas, refaça caminhos! 
A vida é bela demais para deixar que ervas daninhas se instalem em seu coração.
Muito ainda tem a realizar para se preocupar com o que não compreende. Só assim vai aprender a se desapegar do que te faz mal.
Aprende a escrever uma bela história de amor no livro de sua vida para que sirva de exemplo não apenas para ti, mas também para quem a ler!!

Rita Ramos Cordeiro 

domingo, 16 de abril de 2017


As pessoas querem um Brasil perfeito, lindo e sem problemas, mas ainda não entenderam que fomos nós mesmos que tornamos nosso país no que ele é hoje. 

Deixando a violência, corrupção e políticos um pouquinho de lado, precisamos nos perguntar: O que nós estamos fazendo para tornar o Brasil um país de nossos sonhos?

Quanto que nos importamos com nosso semelhante e arregaçamos as mangas para tornar um pouquinho mais confortável a vida das pessoas que passam por privações e que muitas vezes temos condições de ajudar?

O que fazemos pelo nosso semelhante, ontem e hoje?

Concentrados que estamos em nós mesmos e instalados em nossa zona de conforto, cada dia estamos mais distantes do país que idealizamos, e assim fica mais fácil culpar outros pelo mundo em que vivemos, quando nós mesmos temos condições de fazer um mundo melhor. 
Infelizmente é mais fácil ver o defeito do vizinho do que tirar a trave em nossos próprios olhos!

Rita Ramos Cordeiro


Quando o corpo já debilitado e doente não tem chances de recuperação, a morte natural torna-se um alívio para a alma já cansada de sofrer enclausurada.

Para o espírito que se liberta neste momento, uma nova fase se inicia, desta vez sendo recebida no plano espiritual pelos espíritos amigos e familiares que o recebem de braços abertos, felizes pelo dever cumprido.

Que estes irmãozinhos queridos que partem para o plano espiritual nestas condições em especial, recebam nosso mais afetuoso abraço e vibrações de paz e amor!!

Rita Ramos Cordeiro


Permita que apenas palavras de ânimo, incentivo, conforto e doçura saia de seus lábios. 

Cuidado com suas palavras pois elas não podem ser recolhidas e isso pode mudar o rumo ou postura da vida de alguém para o bem ou para o mal. 

E o receptor não deve considerar as palavras ditas erroneamente tão ruins assim, pois são elas que pode tirá-lo de sua zona de conforto mostrando novos caminhos, novas oportunidades e até virando páginas para reinscrever novas histórias!

Rita Ramos Cordeiro


A vida tem mistérios que a própria razão desconhece e muitas vezes não nos é dado as respostas para muitas perguntas que costumeiramente fazemos para situações, sentimentos e sofrimentos que vivenciamos e que não estão ao nosso alcance mudar.

Nestes momentos só nos resta ter a sabedoria e a força de seguir em frente e aguardar o momento e o tempo certo, quando nos serão revelados todas as nossas dúvidas e incertezas. 

Mas mesmo não podendo mudar tais situações, temos o livre arbítrio de escolhermos como nos sentiremos a respeito.

Que Jesus em seu abraço amoroso e acolhedor continue sempre sendo a bússola e o guia para dias melhores!!!

Rita Ramos Cordeiro


"Não importa o quanto você sofreu...

Não importa o que pensem ou falem de você...

Não importa que não tenha muitos amigos...

Não importa inclusive os erros que você cometeu...

O que importa é o que você é hoje.

Importa o que você realizou e realiza em prol de seu semelhante.

Importa o amor que O Pai Maior e seu anjo guardião tem por ti.

Importa sua consciência tranquila de dever cumprido.

Importa a paz que lhe vai no coração ao olhar para trás e ver que fez o melhor que podia ter feito naqueles momentos.

Importa saber que o ontem é passado e não volta mais.

E principalmente, importa apenas procurar se melhorar a cada dia, procurando amar incondicionalmente todos que cruzam seu caminho, vivenciando em atitudes, palavras e ações, o Evangelho que Jesus nos deixou."




Dê tempo ao tempo!!

Não é ele que cura as feridas da alma, a cura vem através da mudança interior e reflexões, mas com certeza o tempo é um grande companheiro que nos permite toda a etapa do: Sentir, pensar e agir!

Rita Ramos Cordeiro


"Já dizia Chico Xavier que temos todo o direito de nos sentirmos tristes, de fecharmos a porta de nosso quarto e chorar, chorar e chorar...

Mas depois, secar as lágrimas, arregaçar as mangas e voltar para o trabalho com nosso melhor sorriso...

Durante toda nossa existência enquanto encarnados viveremos momentos de tristeza, sentimento compreensível ao ser humano.

E nestes momentos teremos sempre o apoio e abraço amoroso de nosso Pai Maior, que jamais interferirá em nosso livre arbítrio.

Nos presenteará com nossos anjos guardiões, que estarão ao nosso lado, nos confortando e nos amparando nas quedas.

Porém, dependerá de cada um de nós a importância que daremos a esta tristeza.

Dependerá de nós a duração que nos deixaremos ser fragilizados pela dor e tristeza e do quanto este sentimento angustiante nos manterá preso ao mais enegrecido dos sentimentos.

Que as lágrimas possam nos lavar a alma para em seguida, erguermos os olhos mais aliviados diante da vida e seguir em frente, arregaçando as mangas para voltar ao trabalho com nosso melhor sorriso, como dizia Chico Xavier."

Tá difícil compreender algumas situações? Não se martirize! Segue seu caminho com força, fé, coragem e determinação!

Um dia as respostas surgirão quanto você menos esperar!!

Rita Ramos Cordeiro 


Não é a falta de tempo ou a distância que nos separa das pessoas, são as prioridades que elegemos para nossas vidas. 

E isso não é ruim pois a vida é feita de ciclos que se abrem e que se fecham, exigindo mudanças as vezes necessárias para nossas vidas. 

O importante é estarmos sempre receptivos às mudanças, pois são elas que nos impulsionam e nos tiram de nossa zona de conforto.

Rita Ramos Cordeiro



Não existem enganos nos desígnios Divinos. Apesar de nosso livre arbítrio e das muitas escolhas que fazemos ao longo de nossa existência, Deus coloca em nosso caminho várias trilhas que poderá nos levar ao destino de nossas tarefas. 

Depende de nós, escutar ou não o som e melodia que vem de nosso espírito, pois este, mesmo momentaneamente encarcerado pelo corpo de carne, ainda carrega na alma sua essência e todo o aprendizado divino adquirido antes de reencarnar. 

E esta tarefa não nos cabe exclusivamente. Deus em sua infinita bondade nos presenteia para trabalharmos ao lado de irmãos queridos de longa data para nos acompanhar e trilhar conosco nesta jornada e nas tarefas a realizar, para cumprirmos o que nos comprometemos antes de reencarnar como tarefeiros de Jesus. 

Que possamos estar sempre em sintonia com a Espiritualidade Maior para escutarmos esta doce melodia do amor!

Por: Rita Ramos Cordeiro 


Quando estamos realmente conscientes da importância de nossa tarefa e missão aqui na Terra, não há desânimo, tristeza ou pedras no caminho que nos faça desistir de nosso trabalho!

O comprometimento nestas horas é sempre maior do que qualquer problema, e no final de tudo é a prática do bem na realização de algo muito maior que nós mesmos que nos mantém fortes em todos os momentos da vida para prosseguir no que realmente nos comprometemos a realizar neste orbe que Deus temporariamente nos concedeu como lar.

Rita Ramos Cordeiro

Seja você a mudança que deseja ver no mundo


As pessoas que se revoltam com a violência, com o preconceito, com a triste situação que vive o Brasil, com a corrupção e que desmerecem seu país, são as mesmas pessoas que continuadamente compartilham as coisas ruins. 

São as mesmas pessoas que preferem reclamar ao invés de fazer algo a respeito para mudar esta situação ao seu redor.

São estas mesmas pessoas que não sabem nem os nomes e existência das Instituições Beneficentes de sua cidade. 

São as mesmas pessoas que passam ao lado de um morador de rua e nem ao menos lhe enviam um olhar de compaixão.

São as mesmas pessoas que vivem sua vida sem tomar nenhum ou quase nenhum ato solidário com seu próximo. 

Vivemos num mundo onde as pessoas se estarrecem e tem medo do que acontece a sua volta e apenas permanecem isolados em sua zona de conforto dentro de seu lar preocupados apenas com o conforto próprio. 

Quer um país ou mundo melhor? Seja você a mudança para que isto aconteça. 
Sentimentos de tristeza, pesar e estarrecimento são nulos quando não são acompanhados de atitudes e ações em prol do Bem e da solidariedade!!

Rita Ramos Cordeiro