sábado, 31 de agosto de 2013

O significado do verdadeiro Amor



A grande maioria de nós define o amor erroneamente, acreditando existir apenas o amor carnal e o parental.
Muitos amam apenas os mais próximos começando pela família, parentes, terminando nos amigos.
Outros confundem paixão com o amor verdadeiro e com o tempo desmorona-se relacionamentos baseados apenas na  ilusão.
Dedicam-se apenas a um restrito círculo de pessoas, na maioria das vezes sem olhar para o lado para descobrir a existência de outras pessoas à volta.
Quem acredita apenas nestas possibilidades ainda não aprendeu o real significado do Amor.
O verdadeiro amor é muito mais abrangente. Consegue enxergar a longa distância, descobrindo a existência de pessoas que nem  fazem parte da vida de relação.
O verdadeiro amor é oposto ao egoísmo, que o ser humano ainda tem  bem presente dentro de si, com enorme dificuldade de vencer.
O verdadeiro amor nasce do esforço e dedicação de deixar de pensar apenas em si mesmo.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

A vida como ela é.



É comum em nosso dia a dia, mudanças de humor que muitas vezes desistabilizam as emoções.
Sentimentos de tristeza, raiva, ódio, medo são normais desde que procuremos analisar estas emoções para que não façam parte de nossa vida de relação.

Na maioria das vezes, ao se vivenciar estas emoções são ditas palavras que  em situações normais não seriam sequer pensadas.

Atitudes são irrefletidamente tomadas por impulso, sem ter o discernimento de sentir, pensar e agir.
Sentimentos como mágoa, orgulho e ressentimento chegam primeiro ao coração, gerando dificuldade de auto-controle interno.

O fato é que muitas vezes, nestas ocasiões, são desfeitos laços de amizade, conjugal ou parental de difícil solução.

O orgulho se faz presente, fazendo com que o ódio, a mágoa e ressentimento se instalem em nossas vidas, nos afastando das pessoas que amamos.

É importante lembrar que, seja qual for o momento vivido ou a prova por qual passamos, jamais somos desemparados pela Providência Divina.

São nestes momentos que nossos anjos guardiões procuram nos intuir, sussurrando palavras de amor e consolo.

São nestes momentos que a oração nos indica a luz no final do túnel.

Nos ligando ao Pai da Vida, confiando que tudo é passageiro e um aprendizado para nosso espírito, fará com que os problemas se apresentem mais fáceis de serem resolvidos.

A fé se fará presente envolvendo nosso coração, permitindo que enfrentemos as provas do caminho com a certeza de que venceremos.

Deus não nos dá um fardo maior do que podemos carregar. Se o que vivenciamos nos parece sem solução, para Deus é apenas uma oportunidade de crescimento para nossa evolução.

Oportunidade esta que todos temos condições de enfrentar e vencer.

Entregando-se nos braços do Pai, na certeza de que Ele vela por nós, nos tranquiliza a alma, dando a serenidade e paciência necessária para enfrentarmos as pedras do caminho, na confiança de que tudo passa.

Por: Rita Ramos Cordeiro

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Amar a si mesmo, para aprender amar ao próximo


Tristezas, frustrações, decepções, expectativas, são alguns dos sentimentos que o ser humano carrega dentro de si.

São ervas daninhas que crescem em nosso interior, tomando-nos forças, sonhos, coragem e determinação.
Entregamos nossos sonhos, felicidade e expectativas nas mãos de quem amamos, esperando que nos façam felizes e nos realizem como ser humano.

Este é um engano muito comum das pessoas que ainda não aprenderam a amar.

Pessoas que lutam em busca da felicidade, desconhecendo que ela encontra-se dentro de si mesmo.

Buscam a paz em suas vidas, tentando se desvencilhar do vazio que toma conta de seu íntimo.

Desconhecem que a paz interior é a posse da consciência tranquila.

Desconhecem que paz interior é conquistada pela perseverança em vencer as más tendências e os 
pensamentos negativos, que se transformam em sombras que impregnam o espírito, quando não se tem a fé e esperança no Criador.