sábado, 30 de março de 2013

Desrespeito e descaso aos idosos



Ontem, assistindo a uma reportagem na televisão sobre o desrespeito e descaso aos idosos, fiquei impressionada com o comportamento pouco caridoso dos seres humanos.
Não são somente pelos hospitais públicos e outros orgãos que é lamentável o tratamento dado aos nossos velhinhos.
O próprio ser humano ainda não consegue vivenciar o verdadeiro amor ao próximo.
São casos e casos de descaso e desrespeitos à terceira idade.
Esquecemos que um dia lá chegaremos também e necessitaremos do apoio, compreensão e atenção dos mais jovens, nesta fase tão delicada da vida.
Sentiremos na pele  como é difícil não ter a atenção e cuidado necessário numa fase em que o corpo físico já não responde tão sadiamente ao comando de nosso cérebro.
O grande consolo em toda esta situação é saber que este quadro pode ser revertido a qualquer momento se  assim o desejarmos.
É de extrema urgência que  passemos a respeitar ao próximo, principalmente aos idosos, como gostaríamos de ser respeitados e amados.
Não espere que a "Lei da Ação e Reação", ou o "Colheremos o que plantarmos" nos ensine o verdadeiro sentido da vida que é o amor ao próximo.

segunda-feira, 25 de março de 2013

A difícil arte de amar sem nada exigir em troca



Em todos os tempos, o amor tem sido a maior dificuldade do ser humano.
Todos querem para si este sentimento, desejando se sentir amados para adquirir a felicidade plena.
Mas quando a dor nos visita, com o distanciamento de entes queridos, o sofrimento toma conta do ser, fazendo com que a dor e a tristeza se instalem no coração.
É uma benção ser amado, porém, o egoísmo faz esquecer que amar é o verdadeiro sentido da vida.
Conflitos afetivos passam pela vida de relação e laços de afeto são desfeitos por motivos que muitas vezes não compreendemos.
A reconciliação é difícil e geralmente nos sentimos desprezados, ignorados, esquecidos e mal amados.
Não se compreende naquele momento que as dificuldades da vida faz parte do aprendizado do espírito eterno.


quarta-feira, 20 de março de 2013

Paz de Consciência - Um caminho com Jesus



Muitas vezes passamos por situações que nos exigem tomadas de decisões que nos tiram o sono e a tranquilidade.
As dúvidas e incertezas tomam conta do coração sem saber qual rumo tomar.
A insegurança retarda a caminhada não permitindo que sigamos em frente.
Nestes momentos a melhor opção é analisar os sentimentos e pensamentos que nos tomam a alma.
Procura refletir no quanto as escolhas e decisões a tomar podem prejudicar a si mesmo e ao irmão de jornada.
Deixar que a consciência escolha qual o caminho a seguir é uma atitude sensata.
Ao se deparar com grandes decisões a tomar, primeiramente eleva o coração ao Pai da Vida clamando a presença do anjo guardião que o intuirá com pensamentos salutares de paz e serenidade para escolher pelo melhor caminho a seguir.
Busca a consciência que nunca falha e opta sempre pelas escolhas que não prejudicam ao seu próximo, mas apenas lhe direcionam para o caminho do bem.
Lembra-se sempre que é artífice do próprio destino, detentor de seu livre-arbítrio e que a ti foi dado a oportunidade de seguir em frente com decência, honestidade, prudência e amor ao próximo.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Entrevista com Agnaldo Paviani


ENTREVISTA COM AGNALDO PAVIANI
Nosso entrevistado desta semana é Agnaldo Paviani da cidade de Votuporanga – SP
Agnaldo é casado e tem 4 filhos. É palestrante motivacional, escritor de 25 livros publicados e desenvolve um trabalho de cirurgias espirituais em parceria com o espírito Klaus no Centro Espírita Caminho de Damasco em Votuporanga.

 Vê alguma ligação entre sua atividade profissional e seu trabalho desenvolvido como orador espírita?
Sem dúvida. Realizo palestras no movimento espírita há mais de quinze anos e isso me ajudou muito profissionalmente, já que ao iniciar o trabalho de palestras motivacionais nas empresas, já tinha uma experiência de 2.550 palestras realizadas.

 É espírita há quanto tempo e como conheceu o Espiritismo?
Nasci em lar espírita.

 Está vinculado a qual Casa Espírita e qual colaboração na Casa?
Sou Dirigente do Centro Espírita Caminho de Damasco, há vinte anos. Esse Centro é o mais antigo de nossa cidade, fundado no ano de 1.940

 Há quanto tempo trabalha com o espírito Klaus e como iniciou esta parceria?
O espírito Klaus há sete anos me propôs um trabalho com livros, onde abordaríamos questões polêmicas e eu aceitei o desafio..Acabamos pagando um preço alto, porque no geral, muitos espíritas são extremamente conservadores e acabam classificando essas obras como antidoutrinárias. Mais tarde iniciamos o trabalho das cirurgias espirituais

 A cura através da cirurgia espiritual é um grande lenitivo para o espírito encarnado que sofre. Como você define este trabalho de cura?
Sim as cirurgias espirituais representam apenas um lenitivo. Sabemos que a cura para nossos sofrimentos reside em nós mesmos. Apenas com o autoconhecimento e a decisão de sermos melhores é que curaremos nossas dores, mas enquanto isso não acontece procuramos através do trabalho amenizar a dor alheia.

 Além da colaboração do médium e do espírito que atua sobre ele, qual a parcela de responsabilidade de quem procura a cura através da cirurgia espiritual?
Temos que considerar a fé, o merecimento e o carma, além é claro, do tipo de vida que o individuo leva. Temos de ser racionais e não criar a ilusão que tudo se resolve num passe de mágica, afinal o próprio Jesus por várias vezes afirmou: a tua fé te curou.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Como manter um relacionamento duradouro?





Esta pergunta está presente em todos os círculos da sociedade.
Os relacionamentos, seja de qual tipo for, se rompem com a maior facilidade.
O ser humano se ressente e se magoa a qualquer contrariedade e situação.
Se decepciona com quem ama e muitas vezes, o que era um bonito relacionamento é destruído por dores, sofrimentos que muitas vezes custam a ser esquecidos.
O Amor que existia se transforma em ódio, desprezo, aversão, etc.
O fato é que, apesar de mágoas, ressentimentos e todas as revezes de sentimentos que passam pela vida, o verdadeiro Amor resiste a tudo.
Nos momentos difíceis não é lembrado deste abençoado sentimento e muitas vezes, acha-se que perdeu-se a capacidade de amar.

segunda-feira, 11 de março de 2013

Preconceito - A erva daninha da Humanidade


Em pleno século 21, num momento de grande transição planetária, o ser humano se encontra enraizado em torno dos mais variados preconceitos, entre eles o preconceito religioso e o preconceito contra o ser humano.
Deus concedeu ao espírito, o livre arbítrio para que o ser humano fizesse sua opção de escolha e caminho a seguir que melhor lhe aprouver.
Muitas dúvidas se encontram nesta questão, pois a maioria das pessoas usa o livre arbítrio erroneamente, e aí fica a pergunta que não quer calar:
O que é certo e errado?
A bússola que nos guiará para o caminho do bem, chama-se consciência.
É fato comprovado que a religião não muda interiormente o homem, mas sim, sua reforma íntima e as escolhas e atitudes que toma durante a vida, para torná-lo um homem de bem.
A religião apenas socializa o homem, tirando-o de seu isolamento interior, colocando-o em convivência com suas afinidades.
O que é certo ou errado, encontra-se dentro do coração e consciência do homem.

domingo, 10 de março de 2013

Orson Peter Carrara e os Tarefeiros de Jesus



Hoje, dia 10 de março é o aniversário de Orson Peter Carrara, um abençoado tarefeiro de Jesus, que divulga a Doutrina Espírita com todo amor, comprometimento e seriedade.
Homenageio nesta data, este ser humano que considero meu grande mestre no caminho que trilho hoje que é a Divulgação da Doutrina Espírita.
Alguém que me ensinou a trabalhar também com amor, comprometimento e seriedade.
A você Orson, toda minha gratidão pelos ensinamentos que me passou.
Parabéns por mais um ano de muito trabalho!
Transcrevemos abaixo a matéria que escrevemos sobre Orson Peter Carrara para o site do Instituto Chico Xavier.

ORSON PETER CARRARA E OS TAREFEIROS DE JESUS

Chico Xavier, Divaldo Franco, Raul Teixeira, Richard Simonetti, Orson Peter Carrara, estes são apenas alguns dos tarefeiros do bem que Jesus colocou em nosso caminho para nos ajudar em nossa tão difícil caminhada terrestre.

Estes nomes parecem tão distantes e inatingíveis, mas centenas de nós já teve a oportunidade de conviver ou travar conhecimento com alguns destes nomes.

Um privilégio? Com certeza que não, apenas uma enorme responsabilidade de trabalho para o bem.

São pessoas comuns como qualquer um de nós, mas que tem a responsabilidade nesta vida de guiar e unir um pequeno rebanho de tarefeiros que tem a missão através da Doutrina Espírita de vivenciar seu aprendizado, amando ao próximo.

Este é o caso de nosso amigo Orson Peter Carrara, que como sempre frizamos é um ser humano como qualquer um de nós.

quinta-feira, 7 de março de 2013

Seminário: Dores da Alma: Instrumentos Evolutivos


Dia: 16.03 - Sábado
Horário: das 14:00 às 16:00
Local: Rua Maestro José Vitório, 70 - Centro (SINCOMÉRCIO) - Itu - SP
inscrições pelo site www.institutochicoxavier.com 

Solidariedade - O Caminho para a Felicidade




Muito tem se falado em caridade, fraternidade, solidariedade e amor ao próximo.
Lindas palavras inspiradas e trazidas ao longo dos séculos pelo maior exemplo que surgiu na Terra: Jesus.
Exemplos que podemos e devemos seguir, mas a grande dúvida é como realizá-lo.
Nos dias atribulados de hoje e na correria do dia a dia, não sobra tempo para se dedicar a Solidariedade.
O cansaço após um extenuante dia de trabalho e a dedicação com a família não permite tal proeza.
Mas então o que fazer?
Engana-se quem imagina que a Solidariedade possa ser feita fora do lar e nosso ambiente social.
Não é necessário que se desloque até uma Instituição beneficente para realizar algum trabalho voluntário.
Seria extremamente valoroso este gesto, já que as Instituições Beneficentes lutam bravamente para se manter e auxiliar os mais necessitados.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Conflitos Íntimos - A mudança está dentro de você


O ser humano passa por situações conflitantes de angústias, perdas, ódio e outros tantos sentimentos negativos durante sua jornada terrena.  
Acha-se na maioria das vezes que jamais vencerá tantas dores e dificuldades.
Ledo engano do ser humano invigilante e titubiante, que esquece de  lutar diante das provas que a vida lhe apresenta.
A oração bendita fortalece o espírito para que possa vivenciar os problemas e situações que acha insolúveis.
A fé dá a ele a força para superar as vicissitudes, sabendo que tudo que acontece é para seu aperfeiçoamento moral e que tudo passa.
Passam-se dores, angústias, saudades e uma infinidade de sentimentos que se infiltram na alma, no momento que a resignação e a sabedoria fizerem parte da vida de cada um de nós.
Difícil aprendizado que só se conquista com perseverança, luta, disciplina e principalmente  vontade de viver.
A vontade de viver diante dos infortúnios da vida é um revigorante lenitivo para a cura da alma.
Jamais desista da vida e da vontade de vencer. 
Lute todos os minutos da vida, comprovando em ti mesmo, que a paz é possível para o cansaço e tristeza da alma.
Confie no Pai da Vida, permitindo-lhe que Ele lhe sustente os passos nos momentos de dor.
Deixe brilhar em ti a luz que guiará seus passos para um novo caminho de paz, amor e harmonia. 

Rita Ramos Cordeiro  

terça-feira, 5 de março de 2013

Entrevista com Rita Ramos Cordeiro




Entrevista concedida a Ismael Gobbo para o blog http://ismaelgobbo.blogspot.com

A entrevistada Rita de Cássia Ramos Cordeiro é atuante trabalhadora do movimento espírita residente na cidade de Itú, SP.  De longa data se  dedicando ao trabalho voluntario em  atividades diversas, ultimamente ampliou-as no campo da divulgação através do  Instituto Beneficente Chico Xavier do qual é uma das fundadoras. Com muita garra, senso de responsabilidade e idealismo,  Rita de Cássia dá-nos o bom exemplo de seareia comprometida com a propagação da doutrina codificada por Kardec sob  inspiração de Jesus.

Rita pode nos fazer sua autoapresentaçao?
Meu nome é Rita de Cássia Ramos Cordeiro, nasci em Presidente Prudente, interior do Estado de São Paulo, no dia 15 de Novembro de 1966. Sou filha de Rubens Prado Ramos e Iris de Oliveira Ramos. Nasci numa família de cinco irmãos - quatro homens, sendo eu a caçula e única mulher. Por volta de 1970, quando tinha quatro anos, minha família mudou-se para Sorocaba, onde permanecemos por três anos. Em seguida viemos para Itu, cidade na qual cresci e resido até os dias de hoje. Em 1996 casei com Benedito Roberto Cordeiro, um colega de trabalho, da empresa que eu trabalhava na época. Temos um filho de 10 anos, chamado Jonathan.

Qual a sua formação acadêmica e profissional?
Conclui o antigo Colegial, atual ensino Médio. Sempre trabalhei na área administrativa. Em meu último emprego, numa fábrica de Colchões, trabalhei por 14 anos, como faturista e encarregada de cobrança. Saí deste emprego em 2003, para definitivamente me envolver com o voluntariado, onde permaneço até hoje, contabilizando, ao todo, 13 anos na área.

Como você conheceu o Espiritismo e desde quando é Espírita?
Sempre fui católica, até conhecer o Espiritismo em 1998, quando tinha 32 anos. Entrei numa Casa Espírita, pelos “caminhos da dor”. Na época, tive LER – Lesão por Movimentos Repetitivos, que me travou a coluna, e tive que me afastar do trabalho por três anos. Foi nesta época que conheci a Sociedade Cabaninha Antonio de Aquino, onde fui muito bem recebida. Lá fiz os cursos básicos que a Casa oferecia e me tornei tarefeira.

Entrevista com Luiz Gonzaga Pinheiro


Luiz Gonzaga Pinheiro é natural de Fortaleza-CE, onde exerce a profissão de professor da rede Estadual e Municipal de Ensino no Estado do Ceará. É casado com Romélia e tem dois filhos, Victor Emmanuel e Lívia. Além de sua atividade profissional, é palestrante e doutrinador no Centro Espírita Grão de Mostarda,  e também escritor de 24 livros publicados.

1- Há quanto tempo é espírita?
Reencontrei o Espiritismo há mais de 40 anos. Digo reencontrei, pois nunca tive dificuldade de entender e de admirar seus postulados.

2- Como você conheceu o Espiritismo?
Conheci o Espiritismo por curiosidade. Desde pequeno, apesar de ter nascido em família católica, sempre quis conhecer as atividades de uma casa espírita. Na adolescência realizei este desejo


3- Qual o Centro Espírita que é vinculado e há quanto tempo?
Sou vinculado atualmente ao centro Espírita Grão de Mostarda, em Fortaleza, há mais de vinte anos

4- Qual sua atividade dentro da Centro Espírita?
No Centro Espírita sou Palestrante e doutrinador

5- Você é palestrante e doutrinador, como iniciou este trabalho?
Na Mocidade espírita também frequentava reuniões mediúnicas. O doutrinador desencarnou e o dirigente espiritual ordenou-me substituir o desencarnado. Na ocasião deu-me um sábio conselho: use a disciplina e a caridade com o cuidado para que a disciplina não atropele a caridade nem a caridade amoleça a disciplina. É o que tento fazer até hoje. Quanto a ser palestrante senti-me na obrigação de compartilhar o que estava aprendendo

Entrevista com Ismael Gobbo


Ismael Gobbo é o idealizador do Informativo “Notícias do Movimento Espírita”.

Tem 64 anos, é aposentado como Auditor da Receita Federal.

Reside em Araçatuba, no interior de São Paulo, é casado e tem quatro filhos.

Atualmente se dedica às tarefas espíritas e ao Informativo “Notícias do Movimento Espírita”.

Em entrevista exclusiva concedida ao site do Instituto Chico Xavier, Ismael nos conta como tem sido sua participação no Movimento Espírita e sobre a criação do Informativo “Notícias do Movimento Espírita”, que vem sendo divulgado por todo o Brasil e vários outros países.

Para conhecer mais sobre Ismael Gobbo, podem acessar seu blog http://ismaelgobbo.blogspot.com

Qual o nome de seus pais?

Pedro Gobbo, desencarnado no ano de 1991 com 75 anos e Auzilia Chessa Gobbo, com 85 anos, residente em Santa Rita do Passa Quatro, SP.

Em qual cidade nasceu e qual reside atualmente?

Nasci na cidade de Araçatuba, SP, aos 26 de dezembro de 1947, e nela resido.

É casado? Qual o nome de sua esposa e dos filhos?

Sou casado duas vezes. Do primeiro casamento tenho os filhos Matheus e Prícia.
Do segundo, com Aparecida de Fátima Michelin, tenho os filhos Lucas e Laura.

Entrevista com Eliana Machado de Almeida


Nossa entrevistada da semana é Eliana Machado Coelho, autora de treze romances espíritas,

já publicados, em parceria com o Espírito Schellida.

Eliana é natural e residente em São Paulo, sendo casada há quase vinte e cinco anos, e tem uma filha de 21 anos.

Atualmente Eliana tem se dedicado exclusivamente a família e a sua tarefa mediúnica ao lado de Schellida.

Seu mais novo romance “Movida pela Ambição”, lançado pela LÚMEN EDITORIAL, fará parte do Clube do Livro Espírita do Instituto Chico Xavier, no mês de Setembro.

Acompanhem conosco esta entrevista exclusiva concedida ao site do Instituto Chico Xavier.

Quando e como conheceu o Espiritismo?

R: Conheci o Espiritismo desde criança, por intermédio de minha avó paterna. Quando a mediunidade começou a aflorar de forma mais significativa, meu interesse aumentou e procurei as escolas de evangelização na Federação Espírita do Estado de São Paulo. E estudo até hoje, mesmo quando não estou em algum curso.

É vinculada a alguma Casa Espírita e qual a colaboração que presta na Casa?

R: Atualmente não estou vinculada diretamente a uma casa espírita, mas frequento várias, adoro assistir palestras e estudar a doutrina é o que mais me fascina. Quando atuava nas casas espíritas, os trabalhos foram inúmeros, recebia mensagens mediúnicas, ministrava aulas em cursos de doutrinação, trabalhava em sessões de desobsessão e aplicava passes.

Conte-nos como foram suas primeiras experiências mediúnicas? Quando e como aconteceu?

R: Ainda criança comecei a ver os espíritos que me permitiam que os vissem, principalmente a querida Schellida, minha mentora, que, na época, eu não sabia de quem se tratava.

Como foi seu primeiro contato com Schellida?

R: Desde pequena eu via uma moça muito bonita que me transmitia paz e me dava orientações evangélicas.

Qual foi o primeiro livro que psicografou e como surgiu?

R: “Despertar para a Vida”, que foi psicografado em vinte dias e fora de ordem. Foi impressionante para mim na época. Depois que comecei a juntar as partes, percebi que se tratava de um romance. Então decidi publicá-lo.

Entrevista com Rubens de Castro


Rubens de Castro é mineiro de 41 anos, natural e residente em Uberlândia – Minas Gerais.

É casado com Divina, e tem dois filhos, Rodrigo e 14 anos e Patrícia de 7 anos.

Atualmente  sua atividade profissional é Jornalista, trabalhando com Assessoria de Imprensa. Espírita há 25 anos, é fundador da Web Rádio Fraternidade, www.radiofraternidade.com.br


1- Você apresentou o Programa Fonte Viva de Luz em Uberlândia, durante quanto tempo?
Pois então, junto com amigos estávamos nesse trabalho por cerca de uns 8 anos.

2- Como surgiu a ideia de criar a Web Rádio Fraternidade?
É interessante. Quando as portas se fecharam na rádio convencional estava faltando alguma coisa. Lembro que sempre nas orações antes de deitar, no “bate-papo” com Jesus, sempre rogava a oportunidade de trabalhar a divulgação da Doutrina Espírita pelo rádio como fazíamos no Fonte Viva.

O tempo passou. Numa manhã de dezembro de 2008 acordei com tudo na cabeça. Parecia que tinha chegado do Plano Espiritual com tudo definido. Aliás, parecia não. Era verdade.

O nome já estava na cabeça: RÁDIO FRATERNIDADE. Registramos o domínio e corremos atrás para aprender toda parte técnica. Não sabíamos nada. A internet foi uma grande aliada para aprendermos.

E também claro, a inspiração dos Benfeitores.

Não tenho dúvida nenhuma que fui apenas o instrumento. Existiam coisas, principalmente técnicas, que se não tivesse a ajuda Deles, não saberia como fazer. A rádio funcionou em caráter experimental de dezembro de 2008 a 31 de janeiro de 2009. Oficialmente foi ao ar com uma programação pré definida em 1 de fevereiro de 2009.


3- Quais as dificuldades encontradas no início?
Um trabalho como esse que fazemos e que outros estão fazendo precisa de muita dedicação.

Pelo menos dentro da nossa proposta que é ter uma transmissão que se apresente como se os ouvintes estivessem ouvindo uma rádio com freqüência hertziana.

Mas a grande dificuldade era realmente saber como iríamos fazer o trabalho. Não é fácil. A parte mais difícil foi aprender a fazer a rádio funcionar na prática.

Quais os programas de computador usaríamos? Como fazer a rádio pela internet? Mas deu tudo certo.

Partimos do zero e tenho a certeza de que o Alto nos guiava para aprendermos. A internet foi e ainda é um instrumento fantástico de pesquisa e com ele descobrimos como fazer. E, aliás, até hoje a utilizamos para aprender e aperfeiçoar o trabalho.

4- Com quanto voluntários a Web Rádio Fraternidade conta hoje e quais as atividades que realizam?
É difícil falar. Muitas pessoas ajudam de alguma forma.  Umas mais, outras menos. Mas cada um dentro das suas possibilidades. Alguns programas foram criados por amigos, outros se desdobram, dentro das suas possibilidades para ajudar na resposta aos ouvintes que se manifestam. Temos ainda a parte de tecnologia do site que foi toda criada e desenvolvida por amigos.

A Rádio hoje pode ser acessada inclusive no celular.

Temos ouvintes que nos ouvem, por exemplo, no iphone, tanto aqui no Brasil, quanto fora. E isso só foi possível com a dedicação de amigos que tiraram tempo de seus afazeres para se dedicarem a esse singelo trabalho.

Só Deus para retribuir todo o apoio que recebemos. Mas existe sempre espaço para quem quer ajudar. Agora estamos numa fase de aproveitar eventos que são realizados pelo Brasil e mundo e tentar transmiti-los ao vivo. E estamos sempre precisando de gente para nos ajudar nisso.

5- Quantos acessos já teve o site até hoje?
Estamos hoje, com 720 mil acessos e mais de 6 mil registros de ouvintes no nosso Livro de Recados.

Inclusive essa parte foi pensada para termos um canal de interatividade com o ouvinte. Encontramos lá muitos depoimentos interessantes. Outro canal de interatividade que criamos foi o skype.

O ouvinte liga para o skype da rádio que é radio.fraternidade . Ele vai ouvir uma mensagem e em seguida poderá mandar o seu recado, gravando um áudio que depois de avaliado vai para a programação da rádio. Isso é muito legal, aproxima os ouvintes desse trabalho.

6- A que você credita o crescimento da Rádio?
É interessante isso.

Nossa propaganda é de boca em boca. Quando completamos em fevereiro de 2010, o primeiro aniversário lembro muito bem que naquele momento marcávamos cerca de 170 mil visitas.

Para o segundo ano os números mais que dobraram e hoje ultrapassamos a casa de 700 mil visitas e caminhando para o 1 milhão de acessos. O crescimento desse trabalho creditamos, acima de tudo, a Deus.

Como sempre digo, somos instrumentos. Não é fácil dentro de nós lutarmos contra a vaidade que um trabalho como esse pode despertar aqui dentro da gente. Por isso mesmo, tenho orado muito ao Alto para que esse trabalho siga as diretrizes planejadas pelos Amigos Maiores.

O trabalho é simples, com Amor e de Fraternidade.

Entrevista com Roosevelt Tiago




Roosevelt Andolphato Tiago é natural de Jaú, é escritor, editor de livros, consultor empresarial e orador, e percorre todo o Brasil, divulgando a Doutrina Espírita ministrando palestras.

1- Você é palestrante ha 25 anos. Como tem sido seu contato com as pessoas e Casas Espíritas por todo o Brasil?
R. São experiências variadas, sempre produtivas, mas podemos ver as oscilações que existem e exigências de cada região. Porém temos construído fortes relações de amizade e parceria nos trabalhos de divulgação espírita, sempre quando identificamos companheiros tocados pela fidelidade doutrinária, como entendo ser a prioridade de nosso movimento.

2- Em seu trabalho como consultor empresarial treinando pessoas, você vê alguma ligação entre palestras de consultoria e as palestras espíritas?

R. Completamente, em todas as apresentações empresariais, utilizo o que a filosofia espírita oferece como base, sempre adequando o vocabulário para a neutralidade que cada situação pede, principalmente nos treinamentos de liderança, afinal, temos na figura de Jesus nosso maior líder.

3- Você é editor de livros, consultor empresarial, palestrante espírita, presidente  da ACEAK – de Barra Bonita e escritor. Como administra sua rotina com tantos compromissos?

R. Realmente isso exige uma equipe que me auxilia, somando a uma organização muito precisa de agenda, onde tudo tem seu tempo e sua importância. O resultado que apresento é a soma do esforço de várias pessoas, que comprometidas com meus ideais, são fundamentais a todo o processo.

Entrevista com José do Carmos Rodrigues


A Doutrina Espírita, atualmente passa por grandes transformações, e são tantas as informações através de filmes, Internet, livros e uma variedade enorme de publicações, que incita as pessoas ao conhecimento espírita, algumas vezes até de forma equivocada.

Em meio a tantas informações, esquecemos muitas vezes de acrescentar a religião ao conhecimento espírita.

São poucos os espíritas que buscam no meio acadêmico uma forma de aperfeiçoamento no conhecimento da religião.

Um destes estudiosos que se aperfeiçoou no conhecimento espírita através do meio acadêmico é José do Carmo Rodrigues.

Rodrigues, como é conhecido por todos, tem 59 anos, é casado com Rita e pai de Daniel e Érica.

Nasceu na cidade de Itu, interior do Estado de São Paulo, é militar e atua profissionalmente como professor universitário, na cidade de São Paulo, onde reside.


Nosso entrevistado desta semana é André Ariovaldo dos Santos Inácio, que estará participando do Seminário “Jesus, Carta Viva da Caridade, do Perdão e da Fé”, que será realizado em Itu – SP no dia 27.10 (sábado).

André Ariovaldo tem 38 anos, nascido e residente na cidade de Sorocaba – SP. É casado com Edna Ap. de Brito (Galega), e tem dois filhos, Pedro Augusto de 6 anos e Caio Estevan de 11 anos.

André atua profissionalmente como programador e desenvolvedor Web. É palestrante, escritor e apresentador dos programas “Verdade e Luz” e “Dinâmica Espírita”. Para conhecer o trabalho desenvolvido por André Ariovaldo acessem o site www.andreariovaldo.com.br

Acompanhem conosco esta entrevista de André Ariovaldo concedida ao site do Instituto Chico Xavier.

É espírita há quanto tempo e como se iniciou no Espiritismo?
Sou espírita de berço. Meu bisavô era espírita e desde esta época minha família já está caminhando, uns mais outros menos, com o Espiritismo.

Está vinculado a qual Casa Espírita? Que colaboração presta na Casa?
C.E. Batuíra de Sorocaba e sou dirigente do depto. Doutrinário.


Como iniciou seu trabalho como palestrante e há quanto tempo?
Desde os 18 anos realizo palestras, mas não me sinto pronto. Sempre que assisto a uma de minhas palestras sinto que estou distante de alcançar o que espero de mim.

Em suas atividades como palestrante, você viaja por todo o Brasil. Como está sendo difundida a Doutrina Espírita nos locais que você visita?
Poucas casas são aquelas que realmente se importam com a Codificação. Fala-se na Codificação, mas não se estuda com a garra necessária. Isso tem tornado parte do Movimento Espírita, mais Espiritualista do que Espírita propriamente dito. Mas a sede de conhecimentos por parte dos públicos que frequentam estas instituições é grande e aparente. O que falta talvez seja uma espiritização maior por parte das instituições que se preocupam atualmente mais com quantidade do que com qualidade.

Entrevista com Wellington Balbo



“O conhecimento espírita é o farol que ilumina o caminho de quem passa pelas provações da existência”

Nosso entrevistado desta semana é Wellington Balbo, autor do livro “Arena de Conflitos”, escrito em parceria com Orson Peter Carrara, relançado recentemente pela Ceac Editora. “Arena de Conflitos” faz parte do Clube do Livro do Instituto Chico Xavier do mês de Novembro.

Wellington tem 37 anos, nasceu em Cafelândia – SP e mora atualmente em Bauru – SP, e tem dois filhos: Olivia de 14 anos e João Antonio de 9 anos.

Wellington é escritor, articulista, palestrante, redator de programa de rádio e estará estreando brevemente um programa de rádio em parceria com a Web Rádio Ceac de Bauru.

Saiba mais sobre Wellington Balbo, acompanhando esta entrevista concedida exclusivamente ao site www.institutochicoxavier.com


1 - Você é espírita há quanto tempo? E como conheceu o Espiritismo?
Sou Espírita há 13 anos. Conheci por intermédio da dor, quando do desencarne de minha mãe, vitimada por AVC fulminante.

2- A qual Casa Espírita está vinculado e qual a colaboração que presta nesta Casa?
Estou vinculado ao Centro Espírita Amor e Caridade e a USE Intermunicipal Bauru. Em Centro Espírita Amor e Caridade colaboro como redator do programa Diálogos Espíritas, exibido pela Rádio Bandeirantes AM e Rádio CEAC – ver www.radioceac.com.br. Como escrevo meus livros, são editados pela CEAC editora, tendo seus direitos autorais destinados às obras dessa instituição. EM USE Intermunicipal Bauru faço parte do Conselho Fiscal e coordeno o JOE – Jornal Olhar Espírita.

Entrevista c om Tadeu Arthur Cavedem


Em Itu, interior do Estado de São Paulo onde tudo tem fama de ser grande, encontramos um dos tarefeiros de Jesus, que com todo o entusiasmo e amor se dedica ao próximo, levando através da oratória, motivação e conhecimento do Evangelho de Jesus, permitindo assim que as pessoas possam reavaliar suas vidas e direcioná-las para o bem, para a fraternidade, para a caridade e para o amor.

Este orador, militante da Doutrina Espírita chama-se Tadeu Artur Cavedem.

Tadeu nasceu na cidade de Salto no dia 04 de Junho de 1955.

É casado com Marilene Ap. Rovani Cavedem e tem três filhos: Fábio de 33 anos, Fernando de 30 e Camila de 20 anos.

Tadeu conheceu a Doutrina Espírita há 15 anos, por curiosidade e indicação da amiga Célia, já desencarnada e atua como orador espírita há 12 anos.
Já ministrou palestras em cidades como: Boituva, Itupeva, Indaiatuba, Jundiaí, São Paulo, São Gonçalo do Sapucaí – MG, entre outras, sempre procurando disseminar os conhecimentos embutidos na Doutrina Espírita.

Tadeu Artur Cavedem atua profissionalmente como palestrante Motivacional e presta serviços de Treinamento, Assessoria e Consultoria na área de Recursos Humanos em Itu e região.

Segundo Tadeu, o objetivo deste trabalho é “Aproveitar o apelo profissional das palestras motivacionais para levar um pouco da filosofia do amor, da prática do bem, da convivência fraterna para o ambiente das empresas em geral.”

Além de todo este trabalho desenvolvido, Tadeu trouxe para Itu a Comunidade “Novo Ser”, que realiza encontros quinzenais voltados ao Estudo do Evangelho de Jesus à luz da “Psicologia aplicada a vida”.

Este trabalho é realizado pela equipe do Psicanalista Wilson Cerqueira, sendo que Tadeu é um dos membros e palestrante da equipe.

Diante de tantos compromissos, Tadeu recebe o carinho e apoio da família, que sempre que possível o acompanha, tanto nos eventos espíritas, quanto nos eventos profissionais.

“Tadeu é um grande entusiasta nesses segmentos e declara sempre estar disponível onde quer que o chamem, pois tem consciência de que sua missão é levar o amor e carinho a todos àqueles que cruzarem seu caminho.”

Quem quiser conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido por Tadeu pode acessar o site www.futuramente.com.br ou  http://www.oradorespirita.blogspot.com.
Os contatos podem ser feitos pelo e-mail tadeukvd@uol.com.br
Acompanhe também amigo leitor um entrevista exclusiva de Tadeu Artur Cavedem em nosso site.

Por: Rita Ramos Cordeiro

Entrevista com Edgard Gonçalv es


Edgard Antonio Nogueira Gonçalves, tem 70 anos, é nascido em Quatá, oeste do Estado de São Paulo, e reside atualmente em Vinhedo - SP

É casado, com Henriete Cortez Gonçalves, e tem cinco filhos e onze netos.

Sua profissão é de Auditor, contador, assessor de empresa com formação em Ciências Contábeis e Assessoria Financeira, atua em assessoria empresarial com ênfase na área financeira.

Edgard é palestrante e presidente do Centro Espírita Allan Kardec de Vinhedo e estará participando do Seminário “Jesus, Carta Viva da Caridade, do perdão e da Fé”, a ser realizado em Itu – SP, dia 27.10, com o tema “Perdão”,  e concedeu uma entrevista exclusiva para o site do Instituto Chico Xavier.



1. Como iniciou no Espiritismo e há quanto tempo?
Iniciei na Doutrina frequentando a Coligação Espirita Progressista a partir de 1990, onde fui discípulo de Rino Curti. Buscava conhecimento, entusiasmado pela minha esposa, que nessa época já estava há cinco anos na Coligação.

2. Qual a Casa Espírita que se vincula e qual a colaboração que presta na Casa?
Hoje faço parte do corpo dirigente do CE Allan Kardec de Vinhedo, como Presidente e também atuo como palestrante.

3. Você publicou um livro sobre o perdão. Nos conte um pouco sobre este projeto.
O assunto perdão vem sendo objeto de pesquisa e estudo há pelo menos cinco anos. As palestras e seminários dados permitiram a redação e publicação de um livreto básico para as atividades desenvolvidas. Embora, em cada oportunidade algumas particularidades sejam acrescentadas, o livreto continua a base.

4. Porque as pessoas têm tanta dificuldade em perdoar?
É difícil perdoar porque criamos um vínculo entre o feito que consideramos agressivo e a dor sentida, e não nos propomos rompê-lo, porque acreditamos que com isso estaríamos premiando o autor do mal.  Em princípio o perdão é esse rompimento

Entrevista com Claudia Gelernter



Paulista radicada em Vinhedo, interior do Estado de São Paulo, Claudia Mandato Gelernter, de 42 anos, é ativa divulgadora da Doutrina Espírita.

É casada, mãe de Juliana, 27 anos e Gabriel de 8 anos.

É designer e cursa o 8º semestre de Psicologia.

É fundadora, juntamente com um grupo de amigos do CEAK – Centro Espírita Allan Kardec de Vinhedo a três anos, onde é dirigente dos Estudos Espíritas, além de ministrar Palestras e Seminários em várias Casas Espíritas onde solicitada.

Para conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido por Claudia Gelernter podem acessar

seu blog http://claudiagelernter.blogspot.com ou site http://somostodosum.ig.com.br


1. Você é espírita a quanto tempo?



Desde 1988. Recordo que a primeira vez em que peguei ‘O Livro dos Espíritos’ em minhas mãos, pensei: “Sim, só podia ser isso!”. De lá para cá, são 23 anos de estudos e bênçãos.

2. O que a levou a conhecer o Espiritismo?

Nasci numa família de ‘mulheres videntes’. Desde pequena ouvia minha avó, minha mãe e uma de minhas irmãs comentarem seus contatos com Espíritos. Estas histórias não me assustavam, ao contrário, faziam crescer em mim uma curiosidade crescente. Quando completei onze anos de idade, minha mãe me levou até uma médium que dava passividade a uma Entidade muito dócil. Este Espírito comentou que quando crescesse trabalharia para Allan Kardec, numa Casa bem diferente daquela (estávamos numa Casa Espiritualista, voltada às atividades da Umbanda) e que eu estava comprometida com o campo da mediunidade e divulgação. Disse que eu não deveria sentir medo, que precisaria estudar muito e trabalhar mais ainda. Os anos se passaram e aquele encontro ficou guardado dentro de mim. Quando completei meus 19 anos passei a ler Kardec com mais seriedade e rapidamente me encantei por tudo o que estava descrito em seus livros. Pouco tempo depois tive uma vivência mediúnica muito intensa... foi então que passei a estudar o fenômeno com mais afinco. Lia sempre o Livro dos Médiuns e participava de algumas atividades mediúnicas numa Casa na cidade de Valinhos. Depois, num período mais delicado de minha vida, fui levada a conhecer o Batuíra de Vinhedo, onde pude desenvolver mais meus conhecimentos, aliados à prática

3. É palestrante a quanto tempo?

Sempre tive facilidade para expor meus estudos, o que facilitou meu ingresso neste tipo de atividade. No inicio, lá nos idos de 1990, já iniciava meus primeiros ensaios, apresentando minhas reflexões evangélicas na Casa do Caminho. A partir de 1995 fui chamada para realizar palestras freqüentes na Casa onde atuava (CEBV), além de outras instituições

Entrevista com Orson Peter Carrara


“Entusiasmo e Amor pela Divulgação do Espiritismo”


Nesta entrevista concedida ao site do Instituto Beneficente Chico Xavier , Orson Peter Carrara; palestrante, escritor, articulista e editor de livros Espírita, nos conta um pouco sobre seus livros, seu trabalho de divulgação da Doutrina Espírita, e de seus projetos atuais que são: o Programa de Rádio “Alegria de Viver” e o lançamento de seu programa “Prossiga” que será veiculado pela Rede Mundo Maior.

1- Você é palestrante, escritor, articulista e editor de livros espíritas. Como concilia tudo isso?
Sou aposentado, isso facilita tudo. Ao lado do tempo livre, tenho ainda enorme entusiasmo em tudo que se refira à divulgação do Espiritismo.

Tempo de Mudança


Na correria de nosso dia a dia, não percebemos que existem pessoas ao nosso redor, que não tem a sorte de ter uma família, um emprego, casa, etc.

São pessoas que muitas vezes passam ao nosso lado, emitindo através do olhar, um pedido de socorro, uma súplica silenciosa, buscando ajuda para seus problemas. Estas pessoas, sem ter a quem recorrer se envolvem na marginalidade, nas drogas e até na prostituição.

Existem, porém, pessoas que apesar da correria de seu dia a dia, se preocupam com nossos irmãos desfavorecidos e arrumam tempo para se dedicar voluntariamente ao socorro dos mais necessitados.

São pessoas com sentimento de amor ao próximo, que por afinidade, arregaçam as mangas com o objetivo de ajudar seu semelhante.

Estas pessoas, percebendo a urgência de iniciar um trabalho assistencial, se juntam a uma Instituição Beneficente, ou a grupos de pessoas informais,  muitos destes grupos, com o objetivo da solidariedade acabam fundando uma Instituição Beneficente.

Desmistificando a Doutrina Espírita


Já se foram os tempos em que a Doutrina Espírita era vista como algo místico, preconceituoso e proibido.

Por quantas e quantas vezes se torciam os narizes ao reconhecer na rua tal e tal pessoa como espírita, proibindo mesmo até a convivência social?

Tempos difíceis, que afastavam do convívio comunitário os assumidos espíritas. Ler um livro espírita então, nem pensar! Muitos simpatizantes liam os livros escondidos da família e dos amigos para não passar vergonha e não ter de ouvir discursos para converter a tal pessoa 'desviada' do caminho do bem.

Ser solidário e fazer a caridade para uma Instituição Espírita era algo raro, e a maioria delas tinha que lutar para se manter por causa desta discriminação.

Tempos tão distantes assim? Nem tanto! Hoje em dia ainda encontramos pessoas com esta mentalidade, mas tornaram-se minoria. A nova geração de espíritos que surge já são mais ávidos de conhecimento do mundo espiritual e estão sempre à procura de respostas sobre tantos problemas e dificuldades enfrentados no dia a dia. Se preocupam com o próximo e procuram fazer a caridade, independente da religião a que se vinculam. Estamos na era da Solidariedade e Fraternidade.

Incontáveis Instituições Beneficentes são mantidas pelo livro espírita e recebem a colaboração de pessoas que hoje levam o nome de voluntários.

Nas voragens do Tempo


Nas voragens do Tempo, a confiança em Deus nos resguarda de grandes sofrimentos
O relógio do tempo é ínfimo, diante do futuro deslumbrante.
Diante de tanta dor e sofrimento, espera, que o futuro chega para quem confia na Providência Divina.
Diante de dores atrozes que não pemite o esquecimento, aguarda e confia.
Diante de amores impossíveis, inexplicáveis e infinitos, aguarda e confia.
Aguarda e confia sem medo, sem desesperança e sem desequilíbrio.
O relógio do tempo é sábio e reconstrói corações em desalinho.
Aguarda e confia nos anjos guardiões que Deus colocou a seu lado para ajudar a amortecer suas dores e sofrimentos.
Aguarda e confia na Espiritualidade Maior que nunca nos desampara.
E segue o caminho escolhido por ti, vive seu momento, sua família, sua dor.
E espera, que o futuro grandes bençãos trará para aqueles que confiam no Pai e tem a paciência de deixar que o tempo a tudo resolva.
Deixe-se viver pelo amor e pela paz que aos poucos adentra seu coração.
E ame... apenas ame...
Rita Ramos Cordeiro

Refletindo sobre a dor



Muito tem se falado sobre a dor e o sofrimento.
Fórmulas, soluções e orientações foram passadas para que a dor e o sofrimento não nos consuma a alma e não nos desestruture emocionalmente.
Fala-se em depressão, tristeza, mágoas, ressentimentos e outros tantos sentimentos negativos que acompanham o ser humano.
É de consenso geral que somente o amor alivia uma multidão de lágrimas.
Sabe-se também que o sofrimento é opcional e que depende de cada um deixar de sofrer.
A dor nada mais é que um aprendizado para o espírito.
É com ela que se abre os olhos para o sofrimento alheio.
É com ela que se aprende a compreender a dor do próximo, aprendendo a amar.
A dor sensibiliza o ser humano e com isso a mudança interior se processa gradualmente.
É claro que esta mudança só se processa se for deixado de lado o egoísmo e o orgulho.
É fato que somente quem passou pela dor, sabe que é possível vencê-la.
Sabe-se também que cada pessoa tem seu tempo para aprender e crescer espiritualmente.
Mas não se pode negar que somente a força de vontade e a fé no Mestre Jesus alivia a dor.
É em meio às tempestades que Jesus está mais presente.
Nos momentos de dor, a oração é o lenitivo que acalma o espírito para que se reflita com clareza e serenidade.
Acreditar que o Pai Celestial está no leme nos amparando, ajuda a diminuir o sofrimento.
Mas somente isso não é necessário para a paz interior.
É urgente que desejemos mudar nossos pensamentos e atitudes.
Se a força de vontade, a paciência, a resignação e a confiança em Deus não estiver presentes, não haverá mudança.
Todo esforço e perseverança não se consegue de um dia para o outro, se opera lentamente e a mudança dá-se de dentro para fora.
Mudando-se os pensamentos e conceitos, passa-se consequentemente as ações e atitudes.
É diariamente, com perseverança, força de vontade, muito treino e disciplina que a dor se transformará em aprendizado.

Em busca de um Recomeço



Em momentos da vida o ser humano passa por situações de sofrimentos, dores, culpa, arrependimento, dificuldades de relacionamentos, entre tantos outros, e nem sempre é possível remediar o mal criado.
Algumas situações podem ser remediadas de imediato, outras no entanto, somente o tempo pode auxiliar para que o problema seja sanado com sabedoria, paciência e resignação.
O fato é que o passado não volta mais, e de nada adianta se martirizar, lembrando de situações que não existem mais.
O presente é o melhor momento a ser vivido.
É no hoje que se pode mudar os pensamentos, sentimentos, palavras e atitudes.
É no hoje que se pode corrigir erros do passado, procurando se melhorar internamente e olhar o próximo como gostaríamos de ser olhados e amados.
É no momento presente que se deve seguir em busca de um novo recomeço.
A cada dia a Alma humana passa por mudanças internas.
A cada dia se tem a oportunidade de mudança e do crescimento espiritual concedido pelo Pai da Vida.
Não adianta olhar para trás, maldizendo ou sofrendo pelo que passou, são tempos passados que não voltam mais.
Quem magoou ou foi magoado no passado, hoje inicia uma nova página da vida.
A vida segue, independente do sofrimento alheio.
Sendo assim, seguir em frente de braços abertos para a vida, com alegria e vontade de viver é um ato de grande sabedoria e fé.
Fé num Pai que nunca desampara seus filhos. 
Alegria por poder contar com anjos guardiões que estão sempre ao nosso lado
Esperança e confiança de que tudo passa, se colocarmos nossa vida nos braços do Pai Maior.
E vontade de viver para seguir ao encontro da Paz e da Felicidade que está ao alcance de todos.

Rita Ramos Cordeiro

segunda-feira, 4 de março de 2013


Em momentos aflitivos, muitas vezes não temos condições de perceber a presença de nossos anjos guardiões, por não estarmos na mesma sintonia que estes amigos tão queridos.
Mas é justamente neste momento que necessitamos de um consolo ou de uma palavra amiga.
Para nos conectarmos ao Plano Espiritual é necessário que paremos um instante a agitação de nosso dia a dia e procuremos elevar o coração ao Nosso Pai Celestial, pedindo a presença de nossos anjos guardiões para nos intuir e nos fortalecer no momento que mais necessitamos.
Acredite, apesar de não percebermos, eles sempre estão ao nosso lado, apenas aguardando o momento de tirarmos a trave de nossos olhos para nos oferecer seu aconchego amoroso.

Rita Ramos Cordeiro




Quantas dúvidas passam por nossos corações...
Quanta incerteza de um futuro a porvir...
Quanta culpa por perdemos a oportunidade de ter vivido o ontem...
O tempo passa tão rápido que perdemos o melhor da vida, que é o momento presente.
Porém nunca é tarde para viver e ser feliz. O momento é agora, o que passou, passou.
Viva o presente e esqueça o tempo Passado! 
Difíceis de vivenciar para alguns, grandes atitudes em outros. 
Somente quem passa por estes momentos angustiantes, compreende verdadeiramente a dificuldade de esquecer o ontem.
Mas lembremos que nunca estamos sós, e sempre seremos capazes de vencer. Tudo passa!
Deixe que o tempo leve todas as mágoas e decepções por qual passou, e se concentre apenas no hoje, vivendo um dia após o outro, olhando apenas o momento em que vive.
Quando menos perceber, o tempo passou, você mudou e a vida prossegue.
Acredite que você pode vencer, com a fé em Nosso Pai Maior e com a ajuda dos anjos guardiões que Ele delegou para nos guiar e consolar. 

Rita Ramos Cordeiro

O que estamos fazendo de nossas vidas?


É comum nos noticiários da televisão, jornal e internet, notícias de violência, morte, guerras, crianças morando nas ruas e uma infinidade de injustiças.
É natural o ser humano se chocar e se sensibilizar ou se revoltar com estes acontecimentos ruins, mas diante de tais situações, costuma-se pensar que estas coisas estão bem distantes e só acontecem com os outros.
As pessoas não estão acostumadas a refletir de quem é a responsabilidade por tanta violência, e na maioria das vezes responsabilizam os órgãos públicos.
Também é saudável que se procure melhorar a situação financeira da família, pensando no futuro e bem estar de todos.
Porém, sempre ignoramos uma pertinente pergunta que deveríamos nos fazer mais vezes.
O que estamos fazendo de nossas vidas, nossos pensamentos e nossas atitudes?
Em nosso dia a dia vivemos no automático e milhões de pensamentos povoam nossa mente.
Não nos damos tempo para respirar e nos acalmar da correria de nosso dia a dia para analisarmos profundamente nossos sentimentos e emoções.
Os sentimentos de raiva, ódio, inveja, ciúmes, maledicências, são as qualidades de nossos pensamentos que se agregam, e toda esta energia chega até os mais invigilantes.
Não somos responsáveis diretamente pela violência, guerras e demais acontecimentos negativos que povoam nossa Sociedade, já que todos temos o livre arbítrio que rege nossas ações e atitudes.
Porém, não podemos nos descuidar de nossos pensamentos, já que eles povoam o universo e dependendo da qualidade deles podem influenciar negativa ou positivamente o ambiente ao nosso redor.
É fundamental adquirirmos o hábito da Oração, procurando elevar nossos pensamentos a Nosso Pai Maior com todo nosso amor.
O Amor não se restringe apenas aos laços familiares e aos relacionamentos amorosos. Ele é bem mais amplo do que imaginamos e pode abranger a todos nossos irmãos de jornada.
Nos referimos aqui ao chamado Amor Fraternal e incondicional que a maioria das pessoas acredita ser possível apenas aos Espíritos mais elevados.
Este é um engano que faz com que as pessoas se ocupem apenas com seus familiares e relacionamentos mais próximos.
A Solidariedade e a Fraternidade são elementos poderosos para dar início a mudança nesta onda de violência que atinge nosso planeta.
É de extrema urgência, que deixemos o orgulho e egoísmo de lado e arregacemos as mangas para auxiliar nosso semelhante.
A falta de tempo não é motivo para renegar uma tarefa que deveria ser de todos nós.
A omissão é um grave erro que responderemos diante de nossa consciência e de Jesus.
Mas se o tempo não permite que a Caridade, Solidariedade e Fraternidade faça parte de nossa vida, é importante que vigiemos nossos pensamentos, palavras e atitudes, para que a conseqüência de nossas ações não chegue até nossos semelhantes.
Ao mudar os pensamentos, transmitindo sentimentos e vibrações de amor ao próximo, estaremos dando início a nossa mudança interior e posteriormente o mundo muda a nossa volta.
Ao aprendermos a amar, perdoar e aceitar nossos irmãos como espíritos imperfeitos que somos, descobriremos a Paz e a Felicidade dentro de nós mesmos.
É seguindo os passos do Mestre Jesus que poderemos seguir em frente com nossa consciência tranqüila e com a Paz que buscamos.

Por: Rita Ramos Cordeiro

Você sabe amar?


Uma das maiores dificuldades do ser humano é não saber amar.
Tantas definições de Amor ja foram criadas, porém só sabe o que é amar quem realmente vivencia este sentimento. 
Alguns acreditam que o Amor é restrito ao círculo familiar, de amigos e relacionamentos amorosos e por conta disso deixam para trás a oportunidade de amar incondicionalmente seus semelhantes.
Outros acreditam que amar é fazer alguém feliz, acima de seus desejos e necessidades. 
Muito tem se falado do Amor Fraternal e incondicional que a maioria de nós acredita não ser possível ainda nesta vida.
O fato é que o Amor está ao alcance de todos, mas enquanto não temos condições de saber amar verdadeiramente, procuremos pelo menos "Não fazer ao próximo o que não gostaríamos que fizessem a nós".
Se não temos ainda a condição de fazer alguém feliz, que não façamos ninguém infeliz.
Se para nós ainda é difícil aprender a amar, que não prejudiquemos nossos irmãos de jornada, através de pensamentos, palavras e atitudes.
Quer aprender a amar?
Olhe para dentro de si mesmo procurando conhecer seus verdadeiros sentimentos, aceitando-se como é, perdoando-se para aprender a perdoar e a amar.
E se ainda assim não aprender o que é amar, eleve seu coração ao Pai que nos criou pedindo sabedoria, fé e discernimento para seguir os passos e exemplos que Jesus nos deixou.
Procure envolver a toda a humanindade em suas orações e vibre pela Paz no mundo.
Este é um exercício para se perseverar constantemente, diariamente e quando menos se perceber o Amor e a Paz entrará em sua vida e em seu coração.

Por: Rita Ramos Cordeiro



Hoje é o dia de Amar, perdoar, de tirar do coração toda mágoa e ressentimento que só adoece nosso corpo físico e atrasa nosso Espírito. 
Hoje é o momento de vibrar amor sincero para todos nossos irmãos de jornada. 
Desejar a felicidade para todos que, como nós, estagiam nesta terra de prova e expiações. Que erram e acertam na caminhada da vida, procurando sempre seguir os passos do Mestre Jesus.
Para que haja a Paz no mundo é necessário que este sentimento se inicie primeiro dentro de nós mesmos. 
Por isso, perdoe hoje, ame hoje, abençoe hoje, pois amanhã poderá não haver tempo...

Neste dia de hoje, muita Paz, felicidade e grandes bençãos.
Que o Amor de nosso Pai Maior ilumine o coração de todos. 

Rita Ramos Cordeiro

Sejam bem vindos ao meu blog.
Este blog foi criado com o objetivo de divulgar as mensagens 
e textos de minha autoria, além de divulgar os Eventos realizados 
Pelo Instituto Beneficente Chico Xavier, onde sou articulista
Diretora de Divulgação.
Sintam-se todos abraçados com todo carinho!
Muita Paz!!

Eventos - Melhores Momentos


Palestra A grande Transição com Claudia Gelernter




Seminário Jesus: Carta Viva, da Caridade, do Perdão e da Fé

Confraternizão Natal 2012

Confraternização de Natal 2012

Palestra Orson Peter Carrara
Seminário Nascer, Morrer, Renascer Ainda e Progredir Sempre - tal é a Lei